Directório União Europeia

Portugal conquista dois prémios nos RegioStars 2018

Portugal conquistou dois dos prémios da edição deste ano dos RegioStars, considerados uma espécie de “óscares europeus” para projetos de desenvolvimento regional.

O Museu do Património da Vista Alegre e o Centro de Negócios do Fundão saíram vitoriosos no concurso que visa destacar projetos originais e inovadores apoiados por fundos da União Europeia. O reconhecimento do júri que anunciou os projetos vencedores aconteceu ao final da tarde de terça-feira, numa cerimónia realizada em Bruxelas.

Nesta edição, Portugal estava representado com um total de quatro finalistas – dois da região Norte e dois do Centro – num total de 21 projetos.

“É o reconhecimento da própria Comissão Europeia da boa aplicação dos fundos e nesta fase em que estamos a negociar o próximo quadro comunitário ainda se revela mais importante”, destacou Ana Abrunhosa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), depois de conhecer a vitória dos dois projetos submetidos por aquele organismo.

“Só podíamos candidatar dois e os que apresentámos saíram vencedores”, referiu, notando que são dois projetos de duas áreas que evidenciam aquilo que a região procura fazer: “uma aposta na modernidade, sem esquecer a história”. Por um lado, “a transição para uma indústria inteligente, através do projeto promovido pelo município do Fundão”, por outro, “o cuidado de preservar o património cultural e industrial, de forma sustentável, com o projeto liderado pelo município de Ílhavo e pela empresa Vista Alegre”.

Esta foi a quinta vez que Portugal saiu vencedor neste concurso, num total de 11 edições. A última vitória foi em 2016 e com o projeto de aproveitamento de resíduos florestais e agrícolas da BLC3, associação com base em Oliveira do Hospital, na região Centro.

Fonte: Público

Share

© Directório União Europeia 2013 | Site desenvolvido por Webtraços, Lda.

Top Desktop version