Directório União Europeia

Directório União Europeia

Prémio Europeu de Energia Sustentável: candidaturas abertas até Fevereiro

Estão abertas as inscrições (até 22 de Fevereiro) para o Prémio Europeu de Energia Sustentável 2016, no âmbito da Semana Europeia de Energia Sustentável (EUSEW). A iniciativa é promovida pela Comissão Europeia e pretende distinguir projectos inovadores nas áreas das energias renováveis e da eficiência energética.

A concurso estarão quatro áreas: o prémio cidadão, o sector público, consumidores e negócios.

Podem candidatar-se projectos de qualquer num dos 28 Estados-membros mas não só. Islândia, Noruega, Albânia, Bósnia e Herzegovina, Sérvia, Montenegro, Turquia, Israel, Moldova, Suíça, Ilhas Faroé ou Ucrânia são outros países que podem concorrer.

A Semana Europeia de Energia Sustentável realiza-se entre 13 e 17 de Junho de 2016.

Para submeter as candidaturas clique aqui.

Recorde-se que, na última edição do prémio, Bruxelas distinguiu a Comarca de Osona, em Espanha, uma cooperativa de energia do Reino Unido e a iniciativa Efficiency 2.1, que apoia os consumidores na adopção de comportamentos eficientes e sustentáveis.

Fonte: O Instalador

Atualizado em 12-01-2016

Visitas: 400

Conferências Web Summit em Lisboa e Porto

Como preparação para o grande evento tecnológico Web Summit que vai ter lugar em Lisboa, de 7 a 10 de novembro, a entidade organizadora AICEP Portugal promove duas conferências “Start up go global” agora, no mês de fevereiro, em Lisboa e Porto.

A primeira realiza-se a 2 de fevereiro, na Casa da Música no Porto, e no Pátio da Galé em Lisboa, a 4 de fevereiro.

Ao longo de cinco anos, a Web Summit conseguiu passar de 400 para 42 000 participantes, oriundos de 134 países, sendo já considerada uma das melhores conferências sobre tecnologia e start-ups do planeta.

Consulte o Programa e saiba como se inscrever na página da “Web Summit Lisbon” o grande evento tecnológico que se realiza em Lisboa.

Fonte: AICEP Portugal

Atualizado em 01-02-2016

Visitas: 336

Inquérito «Qualidade de vida nas cidades europeias» dá indicações sobre a satisfação das pessoas com as respetivas cidades

A Comissão Europeia publicou hoje os resultados do quinto inquérito Eurobarómetro Flash sobre a «Perceção da qualidade de vida nas cidades europeias». O inquérito foi realizado num total de 79 cidades europeias de todos os Estados-Membros da UE, bem como da Islândia, Noruega, Suíça e Turquia. Mais de 40 000 pessoas foram inquiridas sobre uma série de questões urbanas.

O inquérito centra-se exclusivamente na qualidade de vida, mostrando o nível de satisfação das pessoas com diversos aspetos da vida urbana, como as oportunidades de emprego, a presença de estrangeiros, os transportes públicos e a poluição nas suas cidades. Entre as principais constatações, o inquérito mostrou que, em geral, os europeus estão muito satisfeitos com as cidades onde vivem: em todas as cidades, exceto seis, pelo menos 80 % dos inquiridos afirmaram estarem satisfeitos por viver na sua cidade. Algumas constatações mostram uma tendência positiva em comparação com os anos anteriores: por exemplo, em Budapeste e Cracóvia, registou-se um aumento de 20 % no número de pessoas que têm uma perceção positiva dos transportes públicos nas suas cidades, comparativamente ao ano de 2012. O inquérito revela ainda quais as áreas que merecem especial atenção, sendo que a maioria das pessoas considera que os serviços de saúde, o desemprego e a educação são as três questões mais importantes para a sua cidade.

A política de coesão para o período de 2014-2020 investirá fortemente nas zonas urbanas, com 15 mil milhões de euros geridos diretamente pelas autoridades municipais para o desenvolvimento urbano sustentável. O inquérito foi concebido de modo a permitir que as cidades se comparem entre si relativamente a 30 critérios em matérias sociais, económicas, culturais e ambientais. Deverá inspirar as partes interessadas e os decisores políticos a seguirem uma abordagem holística ao desenvolvimento urbano sustentável.

Atualizado em 01-02-2016

Visitas: 258

Ensino Superior Inclusivo de Qualidade

O Workshop e Seminário Europeu Ensino Superior Inclusivo de Qualidade para estudantes cegos e surdos vai ter lugar na Fundação Calouste Gulbenkian, no dia 11 de Fevereiro.

Programa

Workshop
Ensino Superior para Estudantes Cegos e Surdos
Elaboração de Recomendações

9h00 - Abertura
Luísa Valle FCG (Diretora/Director, Programa Gulbenkian de Desenvolvimento Humano)
José António Porfírio UAb/Open University (Coordenador de projeto/project coordinator, ISOLEARN)

9h15 - Apoios Concedidos aos Estudantes com Necessidades Educativas Especiais
Apresentação dos resultados do Inquérito Nacional - GTAEDES e DGES
Lília Aguardenteiro Pires, Universidade de Lisboa (FLUL)

Comentários
9h45 - Graça Gerardo, ACAPO (Presidente)
9h55 - Paula Estanqueiro, APS (Coordenadora da Unidade de Língua Gestual Portuguesa)
10h20 Alunos com deficiência visual/Students with a visual impairement
Alexandre Almeida, FD–UP; Sofia Santos, ERISA – U. Lusófona; Irina Francisco, FCSH–UNL

10h35 - Debate
Moderadora:
Laurinda Alves, Jornalista e Professora FE / UNL

10h45 Intervalo

11h00 - Recomendações para um Ensino Superior de Qualidade
Apresentação do Handbook Boas Práticas para um Ensino Superior Inclusivo de Qualidade
Tiago Carrilho Mendes, Universidade Aberta (Projeto ISOLEARN)
Joaquim Gronita, Universidade Aberta (Projeto ISOLEARN)

Comentários
11h15 - João Queiroz, Direção Geral de Ensino Superior (Diretor Geral)
11h25 - Miguel Santos, ESE Porto; Patrícia Luz, Universidade Nova de Lisboa (FD); Rosário Candeias, ISCTE – Instituto universitário de Lisboa)

11h45 - Debate
Moderadora:
Helena Alves, Instituto Nacional de Reabilitação

Conclusões
12h15 - José António Porfírio, UAb / ISOLEARN – Coordenador de projeto

Encerramento
12h30 - Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes

Seminário Europeu
Por um Ensino Euperior Europeu melhor e mais inclusivo com estudantes com deficiência visual e auditiva

14h30 - Abertura
Luísa Valle, Fundação Calouste Gulbenkian (Diretora do Programa de Desenvolvimento Humano)
José António Porfírio, Universidade Aberta (coordenador do projeto ISOLEARN)

14h45 - Resultados intermédios do Projeto ISOLEARN e desafios para o futuro
José António Porfírio, Universidade Aberta (coordenador do projeto)

15h15 - Apresentação de resultados dos estudos realizados pelos parceiros ISOLEARN: Portugal, Itália, Eslovénia e Suécia

16h15 - As Políticas da CE para a Deficiência – Inovação e uso das Novas Tecnologias como meio para as Práticas Inclusivas no Ensino Superior
Representante da CE

17h00 - Fórum Europeu para a Deficiência (EDF)
Vera Bonvalot (membro do Comité Executivo), Diretora Executiva da Associação Novamente

17h30 -
Debate com o público
Moderação: Paula Campos Pinto, Universidade de Lisboa (ISCSP), professora e representante do Observatório Português para os Direitos Humanos e a Deficiência

Conclusões e Desafios para o Futuro
José António Porfírio, UAB (ISOLEARN – coordenador de projecto/project coordinator)

Comissão organizadora:
Helena Vaz da Silva José António Porfírio Joaquim Gronita Luísa Valle Maria do Rosário Cunha Mariana Martins Tiago Carrilho

http://www.gulbenkian.pt

Atualizado em 09-02-2016

Visitas: 337

Subcategorias

© Directório União Europeia 2013 | Site desenvolvido por Webtraços, Lda.

Top Desktop version