Directório União Europeia

Directório União Europeia

Carlos Moedas em Portugal

O Comissário europeu Carlos Moedas, responsável pelas pastas de Investigação, Ciência e Inovação, está em Portugal nos próximos dias 11 e 12 de outubro com uma agenda em que se destaca a 5ª edição do Roteiro da Ciência, que decorre em Aveiro no dia 12, quinta-feira.

10/10/2017
A agenda do Comissário Carlos Moedas é a seguinte:

Quarta-feira, dia 11 de outubro de 2017

16h00 – 17h00: Reunião com Rui Moreira, Presidente da Câmara do Porto

Quinta-feira, dia 12 de Outubro de 2017

08h30 – 09h15: Reunião de trabalho com representantes de autarquias e regiões, associações empresariais e empresas.

Local: Hotel Mélia Aveiro

09h30 – 10h45: Discurso na sessão de abertura do TechDays 

10h45 – 11h30: Visita aos stands da  Feira TECHDAYS 

Local: Parque de Exposições de Aveiro
11h45 – 12h45: Visita da  Altice Labs (link is external)Ver esta ligação noutra línguaEN•••

Local: Rua Eng.º José Ferreira Pinto Basto
13h00 – 14h00: Inauguração da sede da Ubiwhere (link is external)Ver esta ligação noutra línguaEN•••

Local: Travessa do Senhor das Barrocas
14h15 – 14h30: Discurso na Sessão comemorativa dos 25 anos do  Instituto de Telecomunicações

14h30 – 14h55: Visita da Universidade de Aveiro

15h00 – 15h25: Visita ao CICECO – Instituto de Materiais de Aveiro

15h30 – 15h55: Visita à IEUA – Incubadora de Empresas da Universidade de Aveiro

16h00 – 16h25: Visita à Fábrica Centro Ciência Viva

16h30 – 16h55: Visita ao Parque de Ciência e Inovação

17h00 – 17h15: Assinatura do livro de Honra da Câmara Municipal de Aveiro

20h00 – 22h00: Entrega de prémios no Agriculture Innovation Summit 2017

Local: Lagoas Park Hotel / Oeiras

Pode acompanhar a visita do Comissário nas redes sociais com #RoteiroCiência ou #H2020.

https://ec.europa.eu

Atualizado em 10-10-2017

Visitas: 26

Novas Perspetivas para a Inovação Social

A conferência “Novas Perspetivas para a Inovação Social” vai realizar-se em Lisboa, nos dias 27 e 28 de novembro.

Trata-se de uma organização conjunta da Comissão Europeia, do Governo Português e da Fundação Calouste Gulbenkian.

Visa impulsionar a inovação social na Europa já que esta é uma forma eficiente e eficaz de promover políticas públicas inclusivas e criadoras de riqueza. Pretende ainda desenvolver uma nova narrativa para a inovação social, criando os meios para que esta se enraíze, cresça, floresça e dê frutos.

Procura reunir cientistas de nível mundial na área de inovação social, inovadores, empreendedores sociais, representantes da sociedade civil, decisores nacionais e regionais, atores municipais e locais, investidores em inovação social, filantropos, investidores de capital de risco, business angels, estudantes e políticos.

A conferência vai permitir fazer um balanço da inovação social hoje, analisar as novas tendências neste vasto domínio, potenciar discussões estimulantes e promover a criação de redes entre inovadores, empresários e outros criadores de valor, impulsionados por um ideal social.

Está estruturada da seguinte forma:

Balanço dos resultados da inovação social;
Identificação de potenciais oportunidades futuras criadas pela inovação social, não só em termos de bem-estar social, mas também de crescimento, emprego e oportunidade de negócios para a Europa;
Análise das novas tendências de inovação social;
Avaliação do possível papel da inovação social na próxima geração de políticas públicas;
Análise dos vários instrumentos de financiamento.

No contexto do evento, vai ser lançado o primeiro Prémio de Inovação Social do Horizonte 2020, no valor de 2 M€, centrado nas soluções mais adequadas para melhorar a mobilidade de pessoas séniores.

Em paralelo com o Programa principal, vai decorrer uma apresentação de projetos e iniciativas na área da inovação social com oficinas práticas. Inscreva-se na conferência. Mais informações disponíveis no website da Comissão Europeia.

http://www.adcoesao.pt

Atualizado em 10-10-2017

Visitas: 22

Retrato Territorial de Portugal 2017

A edição de 2017 do Retrato Territorial de Portugal - publicação bienal do Instituto Nacional de Estatística (INE) – é inteiramente dedicada ao estudo aprofundado de três temáticas:

- A diferenciação territorial do turismo,

- A sustentabilidade demográfica dos territórios,

- A competitividade e a inovação nas regiões portuguesas.

Estas temáticas são analisadas no contexto dos três domínios que estruturam o Retrato Territorial de Portugal: Qualificação territorial, Qualidade de vida e coesão e, Crescimento e competitividade.

De acordo com o Sumário Executivo, a temática referente à diferenciação territorial do turismo apresenta uma perspetiva de análise tripartida, centrando-se no diagnóstico territorial da dinâmica de construção decorrente da edificação e reabilitação de alojamentos hoteleiros; na análise da oferta de alojamento turístico à luz dos elementos estatísticos disponíveis de categorização, qualificação e dimensão e na leitura da procura turística numa perspetiva territorial, com base na caracterização das principais proveniências dos turistas.

A análise relativa à sustentabilidade demográfica dos territórios encontra-se estruturada em três vetores que focam a leitura das assimetrias territoriais da evolução da população, a tendência de envelhecimento e a (in)capacidade de renovação demográfica dos territórios, os padrões territoriais de fecundidade e o papel que a população estrangeira desempenha neste contexto.

Por fim, na análise sobre a competitividade e a inovação nas regiões portuguesas são identificados três pontos de análise relativos ao desempenho económico das regiões e condições para a inovação, ao conteúdo tecnológico das regiões e dinâmica das empresas de base tecnológica, e aos resultados da inovação nas regiões portuguesas.

Esta edição do Retrato Territorial de Portugal assume um novo formato de publicação digital, de cariz interativo, que privilegia o acesso mais direto à informação de base que constitui referência para as análises desenvolvidas.

Mais informações disponíveis no website do INE.

http://www.adcoesao.pt

Atualizado em 10-10-2017

Visitas: 27

Inauguração do IB-S, instituto que coloca a Ciência ao serviço da Sustentabilidade

O IB-S - Instituto de Ciência e Inovação para a Bio-Sustentabilidade da Universidade do Minho vai ser inaugurado amanhã, no campus de Gualtar, em cerimónia que junta o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, e o reitor António Cunha.

A nova unidade de investigação da UMinho custou sete milhões de euros, sendo 5, 6 milhões com apoio do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do ON.2 - Programa Operacional do Norte do anterior QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional 2007-2013.

A sua valência de Braga acolhe laboratórios para ciências biológicas, biodiversidade, biotecnologia e ecologia, enquanto a valência de Guimarães centra-se nas ciências dos materiais, produção e gestão de energia, sensores, conservação e reabilitação do ambiente construído.

Os imóveis são energicamente eficientes e têm aspeto arrojado, respetivamente um cubo de arestas curvas desenhado por António Fontes e um bloco verde “perfurado” por nanotubos de carbono idealizado por Cláudio Vilarinho (na foto).

O IB-S quer colocar a ciência ao serviço de um modelo de vida sustentável e com maior qualidade nos ambientes construído e natural.

Vai também contribuir para criar spin-offs, promover formação pós-graduada e difundir conhecimento, em conjunto com empresas, autarquias, associações, particulares e unidades científico-tecnológicas.

O IB-S da UMinho é uma parceria entre o Centro de Biologia Molecular e Ambiental e o Instituto para a Sustentabilidade e Inovação em Estruturas de Engenharia.

Fonte: Correio do Minho/ON.2

Atualizado em 10-10-2017

Visitas: 25

Subcategorias

© Directório União Europeia 2013 | Site desenvolvido por Webtraços, Lda.

Top Desktop version