Directório União Europeia

Directório União Europeia

Erasmus+ celebra 30 Anos em Bruxelas

No próximo dia 30 de novembro, em Bruxelas, realiza-se o EVENTO de ENCERRAMENTO da campanha de aniversário dos 30 Anos Erasmus+.

Depois de um ano cheio de eventos que desencadeiam muitas emoções, memórias e desenvolvimentos emocionantes para o futuro do Programa, o 30º aniversário do Erasmus+ já está a aproximar-se.

Fixe esta data e o local se quiser marcar presença no evento final a nível europeu relacionado com a campanha que foi desenvolvida ao longo de todo o ano.

É mais uma oportunidade, e quem sabe a última, de promover as três décadas de trocas de experiências com o Erasmus+ como pano de fundo.

O dia será iniciado com um debate entre decisores europeus e a geração Erasmus+ sobre o futuro do programa.

Os debates vão ser seguidos de um espetáculo no BOZAR - Centro de Belas Artes de Bruxelas, que reunirá uma mistura de testemunhos e apresentações artísticas de participantes Erasmus+, tanto aqueles que já participaram como aqueles que se encontram neste momento a usufruir do programa.

O evento terminará com uma festa organizada pela ESN - Erasmus Student Network.

Fonte: Erasmus+

Atualizado em 10-11-2017

Visitas: 26

Cimeira Social para o Emprego Justo e o Crescimento: Gotemburgo, 17 de novembro

A Cimeira Social vai reunir os Chefes de Estado e de Governo da União Europeia, os parceiros sociais e outras partes interessadas essenciais para um debate aberto sobre a forma de promover o emprego justo e o crescimento.

A Cimeira Social para o Emprego Justo e o Crescimento incidirá na forma de tirar o maior partido das novas oportunidades e de abordar desafios comuns que se colocam aos mercados de trabalho e aos modelos de proteção social atuais e futuros.

Com base na perspetiva e na experiência de cada país, os debates contribuirão para decidir como criar um futuro melhor para os Europeus. No âmbito do debate mais vasto sobre o futuro da Europa, a cimeira constituirá uma oportunidade única e atempada de debater a dimensão social da UE e dos seus Estados-Membros entre os principais interessados. Apesar de não haver uma abordagem única em toda a Europa, existem desafios comuns e uma necessidade comum de agir. Consulte o Programa.

Mais informações disponíveis no website da Cimeira.

Fonte: CE

Atualizado em 10-11-2017

Visitas: 42

Conferência Internacional “Empreender 45-60: Never too late to start again”

A Conferência Internacional “Empreender 45-60: Never too late to start again” vai ter lugar na Associação Empresarial de Portugal (AEP), em Leça da Palmeira, no dia 14 de novembro.

Com a participação de especialistas nacionais e europeus, este evento integra a GEW - Global Entrepreneurship Week que decorre entre 13 e 19 de novembro em mais de 160 países.

Reflexão e debate sobre Empreendedorismo Sénior

Esta iniciativa tem como objetivos promover a partilha de experiências e casos de sucesso, analisar os diversos cenários futuros e potenciar a articulação entre os diversos agentes com responsabilidades na implementação de programas de apoio ao empreendedorismo.

Consulte o Programa e inscreva-se.

Empreender 45-60

O Empreender 45-60- Uma Estratégia de Apoio ao Empreendedorismo Sénior na Região Norte é um projeto da Fundação AEP apoiado peloPortugal 2020, no âmbito do Norte 2020 – Sistema de Apoio a Ações Coletivas – Promoção do Espírito Empresarial, com um investimento elegível de 583.637,29 euros, financiados em 496.091,70 euros pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Fonte: AEP

Atualizado em 13-11-2017

Visitas: 38

Portugal e Espanha em projeto de cooperação para aumentar resiliência à erosão costeira

Investigadores portugueses e espanhóis estão a compilar conhecimento e a desenvolver tecnologias, para melhorar a capacidade das estruturas costeiras e da população reagirem a erosões costeiras e inundações causadas pelas alterações climáticas.

O projeto MarRISK, aprovado pelo PO CTEP - Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Portugal - Espanha, tem um orçamento de quase 3 milhões de euros, cofinanciado a 75% pelo FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, e a duração de três anos.

O MarRISK tem como objetivo criar soluções que permitam aumentar a resistência a essas situações de crise, e calcular o seu impacto nos recursos naturais, incluindo a aquacultura e as pescas, nas populações, nos agentes económicos - indústria e turismo e nas estruturas costeiras, com destaque para as zonas portuárias, disse Artur Rocha, investigador do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), uma das entidades envolvidas no projeto.

"Existe bastante informação sobre estas matérias, mas a mesma está dispersa, sendo necessário criar uma base de conhecimento comum que possa ser utilizada e reutilizada pelos intervenientes para fazer análises e, com essas, melhores as previsões", indicou.

Este projeto, coordenado pela MeteoGalicia - Secretaria Xeral de Calidade e Avaliación Ambiental, pretende desenvolver ferramentas que convertam a informação processada em serviços que possibilitem um planeamento das atividades ligadas à costa e ao mar, nos casos de crise.

O INESCTEC é a entidade portuguesa responsável pela de serviços de alerta climáticos, que englobam aplicações e páginas web com informação sobre episódios de crise bem como as práticas a adotar, que podem ser utilizadas por todos os intervenientes do setor do mar, contou o investigador.

"As comunidades do Norte de Portugal e da Galiza têm uma afinidade grande às atividades marítimas ao nível económico e também social, sendo fortemente afetadas por eventos relacionados com as alterações climáticas, como as inundações costeiras", explicou Artur Rocha.

Segundo indicou, as alterações climáticas e as erosões que têm ocorrido na costa vão aumentando de ano para ano, trazendo alterações às quais é preciso estar ciente e tomar medidas.

O MarRISK envolve câmaras municipais, instituições estatais, empresas portuárias, associações ambientalistas e empresas com atividades ligadas ao mar, entre outras.

O consórcio é constituído por 13 parceiros de Portugal e Espanha, que, além do INESCTEC, inclui as universidades (Vigo, Minho e Aveiro), institutos e centros de investigação, como o Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR), o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), Instituto Hidrográfico (IH), a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), o Centro Tecnológico del Mar - Fundación CETMAR, o Instituto Tecnolóxico para o Control do Medio Mariño de Galicia (INTECMAR) e o Instituto de Investigaciones Marinas (IIM-CSIC).

Fonte: Lusa/POCTEP

Atualizado em 13-11-2017

Visitas: 37

Subcategorias

© Directório União Europeia 2013 | Site desenvolvido por Webtraços, Lda.

Top Desktop version